O professor de inglês deve ser nativo?

Hoje, no mundo, cerca de 1.5 bilhão de pessoas falam inglês. Destes, menos de 400 milhões são nativos – de acordo com o Fórum Econômico Mundial. Com base nisso, podemos supor que a maioria dos professores de inglês não seja composta de nativos da língua, ou seja, não foram alfabetizados no idioma inglês.

Há bastante debate sobre o valor e a eficácia de professores de inglês não-nativos. Alguns dizem que esses professores deveriam se ater aos níveis mais básicos, onde o foco maior é a gramatica. E os níveis mais avançados deveriam ficar a cargo de professores nativos, já que há um foco maior na fluência.

Também é comum ouvir de alunos que eles preferem aprender com professores nativos. Há até escolas de inglês que somente contratam professores se eles forem nascidos em um país de língua inglesa ou que lhes paguem melhores salários.

Essa crença naturalmente se dá porque a maioria das pessoas desconhece o que constitui um bom professor.

Primeiramente, no Canada, Austrália e Reino Unido, professores de inglês precisam ser certificados para poderem lecionar. Há diversas entidades internacionais que oferecem treinamento e certificação em ESL (inglês como segunda língua) ou EFL (inglês como língua estrangeira) como Cambridge, Trinity ou ate mesmo ILAC, no Canada.

Em segundo lugar, professores precisam dominar o assunto que ensinam, e com inglês não poderia ser diferente. E lembre-se, só porque você fala português, isso não significa que está apto a ensinar a língua. O mesmo vale para os nativos da língua inglesa: só porque falam inglês, não significam que entendam a mecânica do idioma.

Finalmente – e o mais importante – há vocação. Ser professor não é para todo mundo. E não se trata de ter ou não conhecimento; vocação é um chamado, um dom, e isso não se aprende.

Então, para simplificar, do modo como eu vejo, os professores de inglês não nativos são histórias de sucesso e deveriam servir de inspiração para todos que querem aprender o idioma. Eles não só aprenderam a língua tão bem, como se tornaram aptos a ensina-la a outras pessoas.

Agora, podemos dizer que todos os professores não nativos são bons? Não. Também não podemos dizer que todos os professores nativos sejam ruins. Um professor pode ser bom ou ruim independentemente de onde tenha nascido ou de que língua ele fale. Um bom professor é aquele que tem treinamento, conhecimento e vocação.


Escrito originalmente em inglês por Melissa Guarino. Clique aqui para ler.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

Create your website with WordPress.com
Get started
%d bloggers like this: